segunda-feira, 20 de abril de 2009

Redação de uma criança: Meu Seqüestro

Meu Seqüestro
Sou P. C. Junior, um menino de 12 anos, agitado e muito engraçado. Meu pai é um rico empresário que quase não tem tempo para mim, vive trabalhando. Minha rotina diária é: escola, curso de judô, de informática, inglês, natação... É assim que meu pai ocupa o meu tempo, para que eu não sinta sua falta.
Em uma quinta-feira, depois que a aula terminou fiquei esperando meu motorista do lado de fora da escola. De repente, alguém me empurrou para dentro de um carro preto e me levou para um lugar horrível. Lá um homem fazendo recortes de revistas nos esperava. Fiquei com medo, pois percebi que era um seqüestro.
O homem que recortava revistas acabava de fazer um bilhete e eu consegui ler. Estavam pedindo 500 mil dólares para eu ser libertado, numa maleta preta, que deveria ser deixada na estação de trem.
Me deixaram o dia inteiro com fome, medo, sede e frio. Somente no outro dia é que me deixaram na estação de trem, onde meu pai me esperava com alguns policiais que prenderam os seqüestradores.
A partir desse dia meu pai começou a ter mais tempo para mim e eu fui feliz.
Baseado no texto de Raiane Simões. E. E. P.A.M.A. - Viviane.
Postar um comentário

Pesquisa Google

Google