segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Por que usar a vara na correção dos filhos?


Ouvi uma reportagem de um pai que bateu no seu filho e com isso, quebrou seus dois braços. O tele jornal mostrou o garoto de uns 9 anos com os braços engessados. Ele fugiu de casa após a surra e ficou vagando pela cidade de ônibus em ônibus até que policiais perceberam e o socorreram. Isto é uma amostra do que tem acontecido com muitas crianças. Grande parte deste mal poderia ser evitado se os pais fossem orientados a respeito da disciplina dos filhos. Fugir para o extremo oposto e não corrigir os filhos também é a causa de vários males e tragédias, pois a criança entregue a si mesma não aprende a se controlar e se torna tão sem defesas como as outras que são espancadas. A Bíblia diz: “A vara da correção dá sabedoria, mas a criança entregue a si mesma envergonha a sua mãe.” Provérbios 29.15.
Não me entenda mal, pois sou contra a violência, é claro; mas nós e os futuros pais precisam aprender como disciplinar os filhos, e isso é urgente, pois as crianças não esperam! Elas estão sempre crescendo.
Como proibir é mais fácil do que educar e ensinar, o poder legislativo resolveu proibir os pais de corrigir fisicamente seus filhos ao invés de orientá-los sobre esse processo. Uma conselheira tutelar disse que aparecem sempre crianças marcadas violentamente por varas e os pais alegam que este tipo de disciplina está na Bíblia. São os riscos do livre arbítrio, cada um entende como quer... ou como pode... Esses pais que espancam não tem a mínima noção do que vem a ser disciplina! Concordo que os pais que usam de violência com seus filhos devem ser mesmo punidos com a vara da lei. Mas precisamos buscar o caminho do equilíbrio para não negar a criança o direito de ser conduzida e disciplinada. Não dar limites a criança lhe fará males terríveis.
Que fique bem claro que antes de usar a vara há um processo e vários outros métodos que podemos lançar mão para corrigir uma criança como por exemplo:
Reforçar ou não comportamentos, com prêmios ou castigos;
Utilizar das próprias conseqüências que o mau comportamento gerou.
Retirar seus privilégios, como mesadas e TV.
Ser exemplo de vida para as crianças. Este é o método de ensino mais poderoso.
E por fim, não podemos abrir mão da vara, pois a Bíblia diz: “O que retém a vara aborrece (detesta) a seu filho, mas o que o ama, cedo disciplina.” Provérbios 13:24.
Devemos também distinguir o que é indisciplina e o que não é, como por exemplo derramar o suco - não é indisciplina, por isso não deve haver correção. Como nosso coração é enganoso é preciso sondá-lo para que não apliquemos nenhum tipo de correção com ira, pois isso vai gerar revolta na criança.
Porque a Bíblia orienta a usar a vara na correção dos filhos?
Eu amo a Palavra de Deus a ponto de segui-la, mesmo que eu não entenda algumas coisas. Mas existem muitas coisas que podemos entender, acho que o uso da vara é uma delas. Se aquele pai que quebrou os braços do filho tivesse usado a vara na correção, a força exagerada que ele usou quebraria a vara e não o garoto. A vara nos ajuda a dosar a força, pois de acordo com o dicionário "vara é uma haste fina e flexível".
Não pense que disciplinar é fácil ou que não causa sofrimento no momento. Sinto lhe informar, mas disciplinar envolve dor sim! Veja esta definição do dicionário: "do Lat. Disciplinar - v. tr., sujeitar à disciplina; doutrinar; guiar, corrigir; castigar com disciplinas; v. refl., penitenciar-se; mortificar-se." Na verdade se quisermos alcançar as virtudes temos mesmo que mortificar muitos de nossos impulsos e desejos; e na maioria das vezes isso dói em nós.
Se pais com pouca instrução sobre a criação de filhos ou que tem problemas com seu domínio próprio, usarem a vara de forma errada – ela, a vara, se quebra! Isso de certa forma protege a criança.
Um pai ou mãe bem intencionados que usam a vara para corrigir seus filhos com amor, estão seguindo orientações bíblicas e colherão os seus benefícios, como diz a Palavra de Deus em Provérbios 23:13-14: “Não retires a disciplina da criança, porque, se a fustigares com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno.”
Somos testemunhas das conseqüências de uma geração de pais que não disciplinou seus filhos da forma adequada: infelicidade, procura desenfreada pelo prazer levando até a morte, dentre outros males. Vamos mudar essa historia e reescrevê-la! Podemos ser a geração de pais que amou a Bíblia sagrada a ponto de obedecê-la. Pais que amam se dedicam aos seus filhos e os criam de acordo com as orientações da Palavra de Deus. Posso lhe dizer por experiência própria com meu filho: Dá certo e vale a pena educar o filho dentro dos princípios bíblicos! É verdade, pois aconteceu comigo o que está escrito em Provérbios 29.17. “Discipline seu filho, e este lhe dará paz, trará grande prazer a sua alma.” Procurei obedecer a Bíblia e hoje tenho paz e alegria com meu filho de 17 anos! A Deus toda Glória!
Este desenho foi feito por meu filho quando ele tinha uns 5 aninhos, e demonstra que ele entendeu os benefícios da vara da disciplina! Observe no desenho que ele ilustrou nossa família e árvores ao nosso redor de onde saem varas. Todos estão felizes, inclusive o sol! Na época em que ele desenhou, eu, entre lágrimas, escrevi ao lado o que meu garotinho me disse:
"_Esta é a varinha mágica que faz a gente obedecer. Quando eu ficar adulto vou educar meu filhinho com a vara para ele obedecer."
Se até uma criança de cinco anos pode entender porque os pais e educadores não poderiam?
________________________________________
Alexandra Guerra Castanheira é esposa e mãe. Escritora, pedagoga, palestrante e jardineira. Autora, dentre outros, do livro " Infância: O Melhor Tempo Para Semear” da Editora Betânia.
E-mail: alexaguerra76@hotmail.com Blog: alexaguerra.blogspot.com

Para saber mais leia:
Disciplina, um Ato de Amor. Roy Lessin. http://editorabetania.com.br/
Assista a mensagem: Sementes Divinas para você semear na infância. http://br.youtube.com/watch?v=sWL5hXCms-I
Postar um comentário

Pesquisa Google

Google