quinta-feira, 13 de julho de 2017

Dez princípios para as crianças crescerem felizes e bem sucedidas

Resultado de imagem para princípios

Dez princípios para as crianças crescerem felizes e bem sucedidas
Às vezes me assusto com o poder que é dado aos pais e educadores.  Estamos semeando em vidas! Gosto de semear princípios, pois eles são as fontes que movem nossas ações. Princípios são valores que, se semeados na primeira época da vida, direcionam o desenvolvimento posterior, num ciclo de vida...  Princípios não morrem, são como sementes.  Às vezes parecem que morreram, mas estão adormecidas, debaixo da terra, e um dia brotam, é claro que dependem das condições necessárias para romper a terra. Assim é com os bebes, tudo é novo para eles e para as crianças pequenas, até que alguém lhes apresente: A maneira de ver as formigas, as flores, uma galinha e até uma barata, dependem de como estas lhes são apresentadas. Na Corea do Sul, por exemplo, as crianças vêem os cachorros como uma possível refeição, eu não posso nem pensar em comer meu cachorrinho! Isto também ocorre com a maneira de lidar com o amor, o erro, a dor, a alegria, enfim, com a vida... A maneira de lidar com a vida vai depender das sementes que foram plantadas na infância, do tipo de solo e das condições que elas tem para se desenvolver. É isto o que me assusta, é muita responsabilidade e também uma grande oportunidade que as pessoas que cuidam de crianças têm. Princípios são sementes. Que sementes você tem lançado?

Dez princípios para as crianças crescerem felizes e bem sucedidas

Princípio nº.1: Os pais são os responsáveis pela educação das crianças. Ef6.4 e Dt 6.7.
Princípio nº. 2: Apascente o coração das crianças que estão sob sua responsabilidade. Jo 21.15.
Princípio nº. 3: Ame as crianças, incondicionalmente. 1Jo 4.7-20.
Princípio nº. 4: Dê liberdade e limites com equilíbrio. 2Tm 1.7.
Princípio nº. 5: Discipline-as quando necessário, usando os métodos adequados a cada ocasião; isto é estabelecer limites. Pr 6.23.
Princípio nº. 6: Desenvolva o pensamento e a capacidade de tomar decisões fundamentadas nos princípios de Deus; isto é dar liberdade. Tg 1.25.
Princípio nº. 7: Quando caírem ensine-as a levantarem de novo e a aprender com os erros. Salmo 37.24.
Princípio nº. 8: Atenda as necessidades de cada etapa do crescimento. Lucas 2.52.
Princípio nº. 9: Seja o exemplo que elas procuram. 1Co 11.1.
Princípio nº. 10: Crianças são flechas, eduque-as para serem lançadas na vida e acertarem o alvo. Sl 127.3-5 e Rm 8.29.

          A maior força da educação está em nosso exemplo e nas pequenas coisas, nos gestos e nas palavras do dia-a-dia, onde às vezes não percebemos, pois educar é se relacionar com o outro, e isto acontece na maioria das vezes de maneira informal. Aproveite cada minuto na presença de suas crianças e das pessoas que são preciosas para você! Ame-as e demonstre esse amor. Já que nosso tempo é tão curto e tão precioso aproveite cada minuto da vida para amar mais e se deleitar em seu jardim, pois um jardineiro cuida de seu jardim pelo prazer que tem de estar nele, de ver seus frutos e flores por vir, de sentir os perfumes que ele exala...
 A tarefa não é fácil, mas acredite, vale a pena investir em crianças! 

Texto de Alexandra Guerra extraído de seu livro "Infância, o Melhor Tempo para Semear." Editora Betânia.

Blog: alexaguerra.blogspot.com
Postar um comentário

Pesquisa Google

Google