sábado, 24 de junho de 2017

Sobre avaliação, fracasso escolar e desigualdade social

Sobre avaliação, fracasso escolar e desigualdade social: Para que a acolhida das diferenças por meio dos processos avaliativos escolares seja democrática e não excludente ela deve começar pelos: concursos públicos, processos seletivos, vestibulares, ENEM e aí sim chegar à escola. Se as mudanças nos processos avaliativos iniciarem  e permanecerem apenas na escola irão aumentar ainda mais a exclusão social; tornando a diferença uma deficiência, ampliando ainda mais as chances dos privilegiados que se preparam cada vez mais para estas avaliações. Minha inquietação é: até que ponto adequar o currículo e os processos avaliativos às realidades dos mais pobres e menos favorecidos vai afastá-los das chances de progressão na vida por meio dos estudos e concursos avaliativos? 

Postar um comentário

Pesquisa Google

Google