sábado, 21 de março de 2015

Comemore a páscoa todos os dias em atitudes de amor!

Sempre quisemos ser livres. Guerras são travadas em nome da liberdade, tanto entre nações como entre indivíduos. Casais se separam, filhos saem de casa, pessoas se entregam a vícios, muitas das vezes tentando encontrar a liberdade! Mas continuamos "peneirando mosquitos e engolindo camelos" ao sermos escravos do nosso maior inimigo: o lado mau que habita em nós mesmos. A pior escravidão é não conseguir fazer o bem que quero, mas, o mal que não quero, esse muitas vezes  eu faço - como desabafou o Apostolo Paulo ao falar de nossa natureza humana pecaminosa. A páscoa é a festa que comemora a libertação! A passagem de povo escravo para povo livre! É uma festa anual que os Cristãos celebram em memória da ressurreição de Cristo. Esta festa é importante demais, pois é o que mais diferencia o cristianismo das outras religiões: Jesus Cristo - o Deus dos cristãos - viveu de novo! Não está morto, nunca irão encontrar seus restos mortais, pois Ele está vivo, diferente de tantos profetas, santos e deuses. E é por causa desta ressurreição que os que Nele crêem podem festejar sua libertação. Cristo venceu a morte e nos libertou do castigo, dando vida eterna a todo o que nEle crê e seguir!
Como na tríade bíblica: Deus criou o homem, o homem caiu, o homem precisa de Deus. Esta volta para Deus só é possível através do sacrifício aceitável de Jesus, o Cordeiro pascal que foi imolado e pagou o resgate para nos libertar desse sistema caído de vida.
A Páscoa é a festa principal dos cristãos, pois celebra  a única maneira de sermos livres! Passamos de povo escravo do sistema mundano que o Egito simboliza, para o povo livre para estabelecer o Reino de Deus entre nós. E para sermos livres de verdade, precisamos alcançar a meta de Deus para nós: amar a Deus acima de tudo e não a nossos interesses próprios. (Lucas 9:24-26). Amar ao próximo, isso quer dizer fazer ao outro o que gostaria que eles nos fizessem. Por isso é tão difícil ser livre, pois primeiro temos que nos livrar de nós mesmos e do pecado que habita em nós. Por isto, a Páscoa é nossa festa diária, podemos renascer todo dia, quando dizemos sim ao amor demonstrando-o em atitudes diárias. 

Alexandra Guerra.




Postar um comentário

Pesquisa Google

Google