domingo, 31 de agosto de 2008

Dexe seus comentários e concorra ao sorteio do mês de setembro.

Os livros "Infância" sorteados em agosto vão para USA e Itália:

Congratulations Gambling!
You won the book "Infancia: o melhor tempo para Semear", ( Childhood: The best time to sow ) drawn in the month of august.
Please send me your address by e-mail for delivery.
Thanks for your comments. A friend hug of alexa@!
E-mail:
alexaguerra76@hotmail.com

Parabéns RINA LOPES FIGUEIREDO GALLI! (Itália)
Você ganhou o livro "Infância" sorteado no mês de agosto!
Por favor, me envie por e-mail o endereço para a entrega.
Um abraço amigo da Alex@!

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Tenha as melhores animações!

http://i246.photobucket.com/albums/gg83/slam84/mao.gif

GRATUITO! Não perca!

Encontro de pais e educadores
Será gratuido!

Temas
Somos pais! E agora?
“Infância, o melhor tempo para semear”
Plenária: aberto a perguntas.
Você, o semeador! Ministração e oração.
A disciplina na formação da criança.

Dias 30 e 31 de agosto de 2008.
Sábado de 14h às 19h. Domingo de 9h às 12h.
Local: Comunidade Batista Semeando.Rua Estados Unidos, 44. Bairro Nações Unidas. Sabará. MG.
Inscrições: (31) 3671 9176. E-mail: alexaguerra76@hotmail.com
Os interessados receberão certificado válido como horas acadêmicas.
Teremos livraria no local.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Crianças obedientes são bem sucedidas

Crianças obedientes são bem sucedidas
Muitos pais têm impedido que suas crianças sejam abençoadas e bem sucedidas! Parece absurdo, pois os pais querem o melhor para seus filhos, mas muitos deles não sabem, ou não crêem, em um princípio bíblico que condiciona a benção de Deus sobre as crianças: a obediência aos pais. Desobediência aos pais é um assunto tão sério que no Antigo Testamento, dependendo da gravidade do caso, chegava a ter pena de morte, (Dt 21:18-21). Se pensarmos bem, hoje a morte é o fim daqueles que são rebeldes e obstinados, pois acabam se tonando devassos, se envolvem com bebedeiras, drogas, crimes e vão parar nas penitenciarias ou no corredor da morte. Alguns pais chegaram a iverter os valores e acham que estão fazendo mal a seus filhos ao exigirem obediência deles. Segundo o Dr Russell Shedd(1) “Muitos não consideram, hoje em dia, a infidelidade sexual ou a desobediência aos pais (Dt 22:18-21) como grandes crimes. O que Deus pensa desses pecados, porém, é refeletido claramente no castigo prescrito no Antigo Testamento contra eles – a morte.” Os pais são representantes de Deus e devem conduzir os filhos no bom caminho, isso inclui, ensinar-lhes a serem obedientes, se falham nisso, impedem que as bençãos de Deus venham sobre sua familia: “Se vocês obedecerem a essas ordenanças, as guardarem e as cumprirem, então o Senhor, o seu Deus, manterá com vocês a aliança e a bondade que prometeu sob juramento aos seus antepassados. Ele os amará, os abençoará e fará com que vocês se multipliquem. Ele abençoará os seus filhos os os frutos da sua terra.(…) Vocês serão mais abençoados do que qualquer outro povo!” (Dt 7:12-14). Que promessa ma-ra-vi-lho-sa! Como um assunto tão vital como a obediência aos pais está passando tão despercebido hoje em dia? Por causa da omissão e ganância dos adultos, esta geração está colhendo os frutos amargos deste erro, basta dar uma olhada no noticiário e nas pesquisas. Houve um aumento exorbitante na infância no consumo de drogas, sexo, pedofilia, violência (doméstica), abusos… isso é morte!
Depois de conversar com várias crianças sobre a questão da obediência, já ouvi muitas vezes o pedido: _Então, me ajude a obedecer! As crianças hoje clamam por limites, pois não dão conta sozinhas de se auto governarem, precisam de nossa ajuda.
Já foi comprovado que crianças criadas sem limites, crescem com auto estima baixa, pois pensam que ninguém se importa com elas.
“O Dr. Stanley Coopersmith, professor de psicologia na Universidade da Califórnia, fez um estudo com 1.738 meninos pertencentes à classe média, e suas respectivas famílias, começando no período da pré-adolescência e acompanhando-os até a idade adulta. Depois de identificar aqueles que tinham maior auto-estima, ele comparou suas famílias e as influências recebidas na infância com aqueles que tinham menor senso de valor próprio. Ele encontrou 3 características importantes que os distinguiam: 1) Os meninos com boa auto-estima eram claramente mais amados e apreciados no lar do que aqueles com baixa auto-estima. O amor de seus pais era profundo e genuíno, não apenas um monte de palavras vazias. Os meninos sabiam ser motivo de orgulho e interesse dos pais, o que aumentava seu senso de valor.
2) Os meninos que pertenciam ao grupo dos que tinham uma boa auto-estima vinham de lares onde os pais eram significativamente mais rigorosos em relação à disciplina. Em contraste, os pais do grupo de baixa auto-estima haviam criado um sentimento de insegurança e dependência nos filhos devido a atitudes de maior permissividade. Seus filhos inclinavam-se a achar que as regras não eram reforçadas pela disciplina, porque ninguém se importava o suficiente para se envolver.
(“Se vocês são criados sem disciplina, então vocês são crianças ilegítimas e não filhos”). Além disso, descobriu-se que os jovens mais bem sucedidos e independentes durante o último período de estudos, vieram de lares que exigiam responsabilidade e prestação de contas com mais rigor. Desse modo, os laços familiares se fortaleceram. Nesses lares, disciplina e domínio próprio formavam um estilo de vida.
3) As famílias do grupo de boa auto-estima se caracterizavam também pela franqueza e espírito democrático. Uma vez que os limites de comportamento foram estabelecidos, havia liberdade para que as personalidades individuais pudessem crescer e se desenvolver. Os meninos tinham liberdade para se expressar, não temendo serem ridicularizados por isso, e a atmosfera predominante era marcada pela aceitação e segurança emocional.” (2)
Está em suas maõs a oportunidade de mudar, nem que for um detalhe, deste quadro, comece onde você está. Comece com as crianças e famílias que estão perto de você. E então esta triste pintura vai começar a ser alterada. Precisamos ensinar as nosssas crianças as bençãos advindas da obediencia: “Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. Honra teu pai e tua mãe, - este é o primeiro mandamento com promessa-para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra.” (Efesios 6:1-3). Ou seja, se quiser que as crianças vão bem nesta vida e tenham vida longa, ensine-as a obedercer e honrar os pais, caso contrário, serão mal sucedidos e terão vida curta. Para isso, os educadores e familias tem que se preparar melhor, educar por principios bíblicos, seguindo assim, as instruções de bom funcionamento daquele que nos criou. Dê mais ouvidos à Palavra de Deus, e menos às suas emoções ou as idéias liberais, pois elas tem levado esta geração ao fracasso.
Como ensinar os filhos a obedecer? Isso é assunto para longas conversas, cursos e livros, e temos muito material bom. Então, busque ajuda, nas fontes certas, e você será um pai e uma mãe maravilhosos! A dica básica é: ame a Deus busque orientação e força DEle, ame seus filhos e dedique-se com todas as suas forças a essa missão gloriosa - liberar a benção de Deus sobre seus filhos.
Para Deus abençoar seus filhos depende de você: creia na promessa do Senhor, seja obediente à Sua Palavra e “não irritem seus filhos; antes criem-nos segundo a instrução e o conselho do Senhor.” (Efésios 6:4). Vamos mudar a sorte desta geração, para que que tudo lhe corra bem e tenha vida longa sobre a terra.

Alexandra Guerra Castanheira é esposa e mãe. Escritora, pedagoga, palestrante e jardineira. Autora, dentre outros, do livro " Infância: O Melhor Tempo Para Semear” da Editora Betânia.
E-mail:
alexaguerra76@hotmail.com Blog: alexaguerra.blogspot.com

(1)Bíblia Shedd. 2. ed. São Paulo: Edições Vida Nova, 1998. Comentário de rodapé, pg. 283.
(2) Charles R. Swindoll. Família Forte. Ed Atos.

sábado, 16 de agosto de 2008

Grupo Logos na CBS


Agradeço a Deus por ter sido ministrada por esses preciosos e talentosos irmãos do Grupo Logos! Obrigada Pr Paulo e Nilma, vocês foram um presente de Deus no aniversário da nossa igreja.
Na foto: Pr Aguinaldo (meu esposo), Pr Paulo (Logos), Alexa (eu), Nilma (Logos - esposa do Pr Paulo).
"Eu quero cantar enquanto fôlego houver. Quero mostrar que a razão está na fé..."

A Bíblia diz:


No temor ao Senhor, o homem encontra
um forte apoio e também segurança para
a sua família.
Provérbios 14:26. (BE NTLH).

quarta-feira, 13 de agosto de 2008


O que se encontra no início da vida de pessoas felizes e abençoadas - é um jardineiro que semeou fontes de vida em sua infância. Alex@ Guerra.

Quem está por trás, influenciando nossas crianças...

video


Invista em crianças porque quando nós não

as influenciamos, outros o fazem...

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Dia dos pais no CC VER em BH.


Foi lindo ver a alegria das crianças brincando com seus pais na festa promovida pela escola. Aí está o Davi presenteando o papai com o livro "Infância". Como os filhos escreveram na dedicatória: Este livro vai ajuda-los na tarefa mais nobre da vida: amar e cuidar dos filhos.

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Agora, vamos brincar com algumas palavras. O que você vê?





Em preto você pode ler a palavra GOOD, em branco a palavra EVIL (dentro de cada letra preta tem uma letra branca).



Agora, o que você vê acima?
Você pode não ver isso à primeira vista, mas nos espaços em branco pode-se ler a palavra optical, na paisagem azul lê-se a palavra illusion. Olhe novamente! Pode ver porque esta pintura é chamada de ilusão de ótica?

Nosso cérebro é incrivel!

Mais coisas de cérebro . . Da Universidade de Cambridge .

Só pssaoes epsertas cnsoeugem ler itso. Eu não cnogseui acreidatr que relmanet pidoa etndeer o que etvsaa lndeno. O pdoer fnemoeanl da mntee huamna, de aorcdo com uma psqueisa da Unvireisadde de Cmabrigde, não ipmrota a odrem em que as lteras em uma plavara etsão, a úcina cisoa ipmotratne é que a piremira e a útimla ltreas etseajm no lguar ctreo. O rseto pdoe etasr uma ttaol bnauguça e vcoê adnia pdoreá ler sem perolbmea. Itso pruqoe a mtene haunma não lê cdaa lreta idnvidailuemtne, mas a pvrlaaa cmoo um tdoo. Ipessrinaonte hien? É e eu smrepe pnenesi que slortaerr era ipmorantte! Se vcoê pdoe ler itso pssae aidntae !!

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Mensagem para o dia dos pais.

Pai, ninguém pode suprir sua falta.

Uma adolescente, de uma escola que trabalhei, teve que ser levada as pressas para o hospital passando mal, pois havia tomado vários comprimidos, de uma só vez. A boca desta jovem tremia. Seus braços frios estavam cruzados. Havia lágrimas em seu rosto. Depois suas colegas de sala disseram que ela queria chamar a atenção dos pais, pois estavam tendo problemas em casa e seu pai não acreditava nela. Perguntei se já conversaram - pai e filha - ela respondeu que não adianta, pois não tem diálogo com o seu pai. Aquele ato desesperado me parecia uma tentativa de provar aos seus pais que sua existência valia a pena.
É comum ver filhos que cresceram sem o pai, um dia resolverem procurá-lo. Outro dia mesmo uma mãe me contou que seu filho adolescente quis ir atrás do pai. O coração dela, naquele momento, estava escorregadio e trêmulo. Mesmo tendo um padrasto e sabendo que o pai biológico não se importava com ele, lá se foi o garoto atrás do fulano que o gerou. Encontrou-se com ele e ficou mais frustrado e decepcionado ao ter de lidar com o descaso do tal "pai". Soltou-lhe um último adeus encharcado, fez meia volta e saiu. Não consigo lhe explicar a intensidade da decepção deste rapaz. São encontros dolorosos, muitas vezes traumáticos, mas às vezes necessários.
Todos nós conhecemos pessoas que foram criadas sem o pai. A maneira de expressar a dor é diferente, mas o sofrimento é o mesmo de sempre: a dor de não ter um pai presente. Já vi crianças pequenas chorando ao verem seu pai, que há muito tempo não viam. Jovens revoltados, adultos doentes e traumatizados. E se você não consegue imaginar como é a dor desta falta, pense em um vazio escuro. Pense em cacos de desespero. Pense em cortinas de chuva fechadas ao seu redor.
Pai não machuque com sua ausência! Ninguém pode suprir sua falta. A mãe não supre a falta do pai na vida do filho, por mais esforços que essa possa fazer.
"_Eu criei meu filho sozinha, fui mãe e pai dele." Já ouvimos isso várias vezes. Mas será que isso é possível? Fiquei impactada com o que uma amiga me disse a respeito disso. Sendo ela mãe de dois rapazes, desabafou que o papel do pai fica vazio no lar, pois não há como substituí-lo, seja com tios, avôs ou mesmo uma mãe dedicada que tenta se desdobrar. O que esta Sábia mãe faz então, é deixar que seu filho conviva com outras famílias onde o pai é presente, para que assim o rapaz tenha modelos e referencias de um pai.
Todo ser humano precisa de um pai e uma mãe. É muito grave quando nos acomodamos com uma situação ao ponto de aceitarmos ela como algo normal socialmente. Não quero dizer com isso que os filhos devem sofrer com esta questão, a pesar de que, esse sofrimento é inevitável. Mas é necessário que fique bem claro que o lugar de um pai ausente fica VAZIO na vida da pessoa. Pois não foi assim que Deus planejou a família.
É preciso aceitar que existe o vazio, a dor, a falta, para então ser aliviado e curado pelo Senhor Deus Eterno. Somente em Jesus Cristo podemos encontrar a restauração para algo tão essencial para o ser humano: o pai. Só o Pai do céu é capaz de aliviar e curar essa dor com o seu amor paternal. Com seus olhos de bondade das cores do arco no céu depois da chuva. Um vazio preenchido com o amor de Deus se torna em contentamento. Somente Deus pode ser tudo o que precisamos - a droga não pode, nem o álcool nem o trabalho excessivo, ou seja lá o que for que estivermos tentando usar para calar esse eco.
Deus nosso Pai do céu é o transbordar da verdadeira paz. Ele é o pai dos órfãos. "O governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz."(Isaías 9:6)
Ele é a cura para os doentes. Força para os fracos. Riqueza para os pobres.
Ele é o Pai do céu. Busque-o, pois todo aquele que o invoca com um coração sincero, o encontra.
Não permita que seus filhos se desfaçam em pedaços bem na sua frente. Segure essas palavras feito nuvens e as torça feito chuva, para que tragam irrigação e vida à sua família. Vire esta página da sua vida em direção ao amanhecer irradiando luz. Preencha a vida dos filhos com a profundidade do amor e proteção que somente um pai pode oferecer, pois foi planejado pelo criador para isso. Por isso, pai, ninguém pode suprir sua falta.

Alexandra Guerra Castanheira é esposa e mãe. Escritora, pedagoga, palestrante e jardineira. Autora, dentre outros, do livro " Infância: O Melhor Tempo Para Semear” da Editora Betânia.
E-mail:
alexaguerra76@hotmail.com Blog: alexaguerra.blogspot.com

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Alegria e comunhão no Hopi Hari com a caravana que foi no congresso da AECEP - 2008.





"Se a igreja não discipular a nação, a nação vai discipular a igreja" Darrow Miller. A igreja brasileira está discipulando o Brasil ou é a nação que está doutrinando a igreja?
[17º Workshop de Educação Escolar Cristã]

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Fotos no 17º Workshop de Educação Escolar Cristã da AECEP - O PODER DA VERDADE NA EDUCAÇÃO. Julho de 2008. Sumaré, SP. http://www.aecep.org.br/

O
Olha aí o Colégio Cristão VER marcando presença!
Da esquerda para a direita: Vera, Sandra, Evelyn, Bruna, Orlindo, Telma,
Cristina, Aelxandra e Isabel.

Participação com alegria da Equipe do Colégio Batista Getsemani.


Exposição dos trabalhos do CC VER sobre o projeto institucional:FAMÍLIA.

A riqueza que o projeto: FAMILIA gerou é grande demais! Não caberia neste blog. Este projeto mexeu muito com as famílias e com toda nossa escola.
Em uma palestra para os pais uma mãe desabafou:
"_ Será que está valendo a pena deixar nossos filhos para trabalhar mais e tentar dar uma condição financeira melhor?"
Queridas famílias, vocês são bem aventuradas, pois conhecem o propósito de Deus para as famílias alcançarem união e felicidade.
Alexandra.

Alexa ministrando sobre: Escola & Família.

TEMA: Ferramentas para a escola resgatar que a verdadeira chave para a educação cristã é o lar – Alexandra Guerra – Orlindo Souza, Colégio Cristão VER.

Pesquisa Google

Google